Dicas

(21/01/2016) Você conhece o Seat Garden?

    

É um objeto de porcelana com origem da China, ao longo do tempo foi produzido no mais diferentes estilos. Em áreas externas ou internas ele garante um charme na decoração, pois além de agregar essa peça linda no espaço, pode ser funcional para apoiar algum objeto. Está sendo utilizado em decoração de quartos, corredores, banheiros, hall de entrada, criado mudo, assentos, apoio de livros e até mesa central para salas de estar. Venha conferir em nossa loja, temos vários modelos!

    

 


 

(11/01/2016) Rose Quartz, a cor de 2016

O universo das artes, a arquitetura, o desejo de se desconectar da tecnologia e até mesmo a vontade de estar mais perto da natureza têm influência direta nas cores que vamos ver em 2016. Pode ser que você ainda não tenha ouvido falar em Rose Quartz, mas provavelmente vai ter um objeto de decoração ou uma roupa “rosa quartzo” nos próximos meses. Tudo porque o tom está entre as top trending colors para a primavera 2016 segundo uma pesquisa recém-divulgada pelo Instituto Pantone, uma das autoridades mundiais quando o assunto é identificar tendências.

   

 

Assim como o Rose Quartz, as it colors do momento têm influência do design urbano e, ao mesmo tempo, da natureza. Tons calmantes e alegres, que refletem um clima otimista, já podem ser vistos nas passarelas das grifes internacionais e, em breve, estarão também nas tintas, no mobiliário e objetos para a casa.

    

 


 

(27/10/2015) Aparadores e Buffets

Os Aparadores são objetos coringa na decoração da casa, além de serem móveis de apoio, podem embelezar um ambiente e ainda organizar o espaço.

São mais comuns em salas de estar, mas é possível utilizá-los em quase todos os cômodos da casa, até mesmo os pequenos. É só investir em um local estratégico do ambiente e optar por um modelo que tenha o tamanho adequado.

Uma forma também muito comum de usar o Aparador é atrás do sofá, seja para delimitar o espaço da sala de estar, ou para complementar a área de um jeito sofisticado. Fica um charme só!

O Aparador é perfeito também para criar uma separação elegante entre sala de estar e de jantar, por exemplo. Coloque um vaso bonito com flores, livros, porta-retratos, e crie um cenário ainda mais rico e acolhedor.

O Buffet, por sua vez, é um móvel que normalmente está mais próximo a mesa de jantar, e serve para armazenar todas as louças, talheres, copos, etc. E ao mesmo tempo é o apoio para servir as refeições. Em muitos casos o Buffet pode ser substituído por um Aparador, um móvel mais leve, sem a mesma capacidade de armazenamento, isso certamente vai depender das necessidades da família e que tipo de projeto está sendo realizado.

Buffets podem também serem móveis que ajudam a guardar livros, revistas e objetos, deixando o living mais organizado, pode ser um móvel suspenso que acaba passando despercebido e se transforma em um elemento arquitetônico.

Gostou? Agora é só decorar!!!!


 

(15/09/2015) Almofadas na Decoração

As almofadas dão um toque final a qualquer decoração e devem ser realmente as últimas peças a serem definidas. Além de aumentar o conforto ao sentar, elas adicionam cor, textura, estilo e personalidae aos ambientes e podem renovar toda a decoração em segundos.

Por isso, vamos ajudá-los a organizar as almofadas em seis passos simples: 

1. Sempre comece pelos cantos com, no mínimo, duas almofadas maiores (55 ou 60 cm para um sofá de três lugar)

2. Disponha duas almofadas menores a frente

3. Limite o tecido estampado a um conjunto de almofadas

4. Para combinar e misturar: combine texturas, adicione cores e misture as almofadas estampadas com as de cores sólidas

5. Almofadas em número ímpar são visualmente mais atrativas

6. Coloque uma almofada diferente no centro.

Para variar - renove a decoração de acordo com a estação, com tecidos leves (seda, linho, algodão) e cores frescas no verão e tecidos pesados (veludo, jaquard, lã, pele) com cores sóbrias no inverno.


 (03/09/2015) Tapetes

Quem pensa que o tapete é um simples acessório, está enganado. Ele é o responsável por dar conforto, personalidade e, acredite, aumentar ou diminuir os ambientes, já que é um delimitador de espaço.

Para a Sala de Estar, peças grandes, permite posicionar todos os móveis do living em cima, trazem sensação de amplitude. Já os menores, restritos ao centro da sala, sem chegar ao sofá, dão efeito inverso. Existe também a opção de deixar alguns móveis para fora, como a mesa lateral. Mas sempre respeite a regra de que o tapete deve ultrapassar os pés do sofá pelo menos 20 cm. Só tome cuidado para não exagerar no tamanho e transformar o tapete em carpete, o que desvalorizaria a peça.

Para o Home Theater, conforto e acústica são palavras-chave na escolha do material do tapete. Os modelos sintéticos garantem maior durabilidade. Em relação ao tamanho, prefira aqueles que se encaixam debaixo do sofá, dando unidade ao ambiente. Mas é sempre bom deixar uma área de circulação sem tapete.

Para Sala de Jantar, escolha uma peça cujo tamanho ultrapasse o tampo da mesa de 70 cm a 1 m, para acomodar as cadeiras sem que nenhum dos pés fique fora do tapete, mesmo quando forem usadas. Se a sala de jantar for integrada ao living, não se preocupe em combinar os tapetes.

Principais características de alguns modelos de Tapetes

Persa: modelos confeccionados no Irã, antiga Pérsia, que registram sua marca por meio de desenhos geométricos, medalhões e florais. As cores mais usadas são vermelho, amarelo e azul. É comum a presença de algodão e lã no corpo do tapete e seda no contorno dos desenhos.

Indiano: os tapetes não possuem tanta nitidez nos desenhos, mas abusam de florais nas estampas. Para os materiais, eles recorrem a uma mistura de viscose (substituto popular da seda) e lã. Apresentam bastante resistência.

Turco: de cores primárias vivas e fortes, os modelos fabricados na Turquia são repletos de figuras geométricas, animais e imagens de jardins. Os exemplares mais antigos recorrem à lã como material básico.

Europeu: um típico exemplo é o modelo Aubusson, criado no século 18 na França, que prioriza desenhos de arranjos florais. A estética é baseada em tonalidades neutras e estampas clássicas.

Asiático: os modelos chineses buscam no movimento e na maciez seu trunfo de venda. Por isso, capricham no uso de fios altos (com mais de 10 centímetros) e buscam escolher as cores da moda.

   

Agora que você já sabe qual medida e modelo usar do seu tapete, venha para Canto Decoratto escolher o seu!!!! 


(01/09/2015) Saiba como pendurar quadros

Para a decoração ficar bacana, é preciso ter arte nas paredes. Não tem jeito. E não basta sair pendurando sem critério. Altura, organização e outros quesitos devem ser observados na hora da montagem. Organizar quadros em uma parede é uma coisa pessoal. Mas existem algumas regras para não errar. Especialmente se você não tem experiência no assunto. Confira abaixo algumas dicas para deixar sua casa mais bonita com a instalação de obras de arte.

Atrás do sofá ou da cama: a estratégia ideal é centralizar! Centralizar entre o sofá/cama e o teto! Pode ser apenas um, podem ser vários iguais ou vários de tamanhos variados. Utilizando um eixo central, não tem perigo de errar!

Parede livre: a regra já muda um pouco. O ideal é que seja na altura do olhar do observador. Em média, essa altura é 1,60m, do chão, mas pode-se variar um pouco para cima ou para baixo. É possível variar nos tamanhos e fazer uma composição legal!

Mesas e aparadores: mesclam um pouco da regra da altura do olhar, ao mesmo tempo tentando deixar um espaço livre de pelo menos 0,20m entre o quadro e a mesa/aparador! Pode parecer confuso, mas é possível encontrar um equilíbrio entre os dois requisitos.

Se está difícil encontrar a posição ideal, se está centralizado, verificar se a composição ficou boa, uma ótima alternativa é cortar folhas de papel no tamanho dos seus quadros e tentar brincar um pouco com eles na parede colando com fita adesiva!

Mas se você não quer o trabalho de colar ou pendurar, uma ótima solução é colocar os quadros em cima de aparadores ou mesas! Fica super charmoso e não dá trabalho nenhum!

 


 (28/08/2015) Poltronas na Decoração

Elas dão charme aos ambientes e são um convite ao conforto. Além disso, contrastam com o restante dos móveis ou os complementam. 

• Uma boa sala de estar deve ter pelo menos uma poltrona. Essa peça é que vai quebrar a linearidade dos estofados e criar um envolvimento entre os usuários do espaço.

Poltronas são móveis ideais para design de forte impacto. Já o sofá deve ser mais neutro e de linhas sóbrias para não se tornar cansativo.

• No caso de salas pequenas, prefira poltronas giratórias, pois são mais versáteis e práticas. Compre um sofá médio e uma poltrona mais larguinha. Priorize o conforto das peças.

• Cuidado com as dimensões: uma poltrona não pode ser exageradamente grande se sua sala não comporta. É importante que as peças não atrapalhem a circulação de pessoas no espaço.

• Não escolha a peça apenas pelo visual. Mais que bonita uma peças deve ser confortável, ergonômica e sustentável. Prefira poltronas com braços, com um bom encosto e tecido gostoso.

Anotada as dicas, agora venha conhecer nosso Showroom !!!!

   

 

                        


 

(06/08/2015) Como utilizar cores na decoração

Vamos combinar as cores?

Existe um meio muito fácil e que pode dar o auxílio mais correto para você não errar na escolha delas. Chamamos este “recurso” de disco ou círculo cromático onde você pode ver todas as cores e saber quais se combinam!

O círculo é dividido em 3 categorias: 

 

- Cores primárias: vermelho, azul, amarelo

- Cores secundárias: cores obtidas da mistura de duas cores primárias (o verde é a mistura das cores azul e amarelo, o laranja das cores vermelho e amarelo e o roxo das cores vermelho e azul).

- Cores terciárias: Cores obtidas da mistura de cores primárias e secundárias (o verde-limão é a mistura do verde e do amarelo, o turquesa entre o azul e o verde, e outras cores sem nomes definidos que são derivados desta mistura).

Depois de saber as categorias das cores, vamos dividir agora em 6 combinações: 

- Cores monocromáticas: são os vários tons de uma mesma cor.

- Cores análogas: cores que estão entre as cores primárias, como por exemplo, o vermelho-violeta, o violeta e o violeta-azul que estão entre o azul e o vermelho, são cores que pertencem à mesma família, mas apesar disso também precisam ser combinadas de forma cuidadosa.

- Cores complementares: são as cores que, no disco, encontram-se de lados opostos – caso do verde e do vermelho, do azul e do laranja. Isso não quer dizer que não combinam, mas devem ser usadas com cautela.

- Cores complementares duplas: Combinação entre dois tons complementares entre si. A harmonia mais difícil de se trabalhar, deve-se optar por essa combinação em casos muito específicos.

- Cores complementares divididas: Combinação entre uma cor e as duas cores vizinhas à sua cor complementar. Cores que não se combinam tanto como as outras harmonias.

- Cores tríades: Combinação entre três cores eqüidistantes do círculo, exemplo: azul, amarelo e vermelho. Também se deve ser usada com cautela.

Essas harmonias são os pontos principais em que você irá se prender para decorar um ambiente. Lembre-se sempre de usar uma cor mais neutra como o branco para não deixar o local muito colorido.

Agora é só colorir!!! 

Monocromático

Análogas

Cores complementares

Cores Tríades

 


 

(28/07/2015) Espelhos para salas de jantar

Os espelhos são uma ferramenta prática e garantida de luz e espaço. As opções de estilos e tamanhos são dos mais variados gostos, dos simples aos mais sofisticados. Além da sua utilidade clássica, os espelhos também podem ser usados na decoração. Com essa variedade, cada um combina com um cômodo da casa, e com um pouco de criatividade e bom gosto é possível decorar o ambiente da maneira que gostar.

Valorize a área de convivência da sala. Com um modelo de espelho que cubra uma das paredes por inteiro.  É importante que os móveis reflitam no espelho para alongar o espaço.

Se você não tiver como encostar o móvel no espelho, a saída é reservar o espelho somente à parte superior da parede, acima da altura do móvel.

Use apenas um espelho por cômodo, reflexos em excesso podem ser desconfortáveis no dia a dia.

         

 


 

(17/07/2015) Sala de Jantar  

Um dos espaços mais democráticos e versáteis da casa, tradicional cenário das refeições em família e das reuniões entre amigos. E para acompanhar o dia a dia movimentado e dinâmico dos tempos atuais, este cômodo vem ganhando cada vez mais novas funções.

Antes de começar a escolher móveis e espalhar objetos, meça todas as dimensões do seu cômodo. Cada centímetro pode ser decisivo em sua composição, e qualquer deslize é capaz de quebrar toda a harmonia de seu ambiente. Embora esta dica seja válida para a decoração de qualquer local da casa, ela ganha importância especial quando se trata da sala de jantar. Isto por que esse local costuma ser um ponto de grande circulação e mobilidade. Assim, todo o mobiliário e os artigos de decoração devem caber com folga em sua sala, deixando bastante espaço livre para a passagem.

A mesa é quase sempre o primeiro item a ser adquirido na lista de decoração da sala de jantar. É em torno dela que tudo acontece, desde o trabalho até a diversão. Embora as mesas grandes e retangulares com capacidade para 6 ou mais cadeiras sejam os modelos mais intuitivos, oferecemos as opções mais variadas, que se adéquam a quaisquer dimensões.

A iluminação é uma parte importantíssima na decoração. A sala precisa ser bem iluminada, tanto com luz natural como artificial. Para a iluminação artificial os lustres e luminárias pendentes chamam a atenção e deixam os ambientes luxuosos e imponentes.

 

   

 


 

(09/07/2015)  Dicas para decorar salas pequenas

A sala de estar, em especial, é um dos cômodos mais usados de uma casa. Por isso, decorar com consciência e planejamento, principalmente ambientes pequenos, pode ajudar e muito a conseguir um espaço mais agradável para você e sua família. Procure escolher um estilo de decoração mais simples, por exemplo, Contemporâneo, Minimalista, Estilo oriental ou Moderno.  Esses estilos possuem a simplicidade e as linhas retas como características em comum, e esses pontos valorizam e muito ambientes pequenos, pois geram a sensação de mais espaço por ser um estilo de decoração visualmente mais limpo e clean.

Um dos erros mais frequentes na decoração de uma sala de estar pequena é o uso de sofás grandes demais ou pequenos demais para o espaço do cômodo. O sofá não pode passar o limite da área do cômodo pois, diminuirá o espaço para circulação das pessoas pelo ambiente. Também não pode ser pequeno demais, pois você estará perdendo um espaço valioso e o ambiente não ficará com um visual legal. 

Sofás menos profundos ajudam a ganhar espaço quando se trata de ambientes pequenos. Invista em móveis com linhas retas, são mais simples e cleans, por isso ótimo para decoração de salas de estar pequenas. E móveis com cores lisas e neutras são as melhores opções para ambientes pequenos, pois não sobrecarregam o ambiente, e o melhor, combinam com tudo. 

Agora, é só deixar sua casa linda e aconchegante.